jusbrasil.com.br
21 de Setembro de 2021

A cultura do advogado que não cobra consulta

As consequências profissionais da ausência de cobrança de consulta jurídica.

Thaisa Britz, Advogado
Publicado por Thaisa Britz
há 3 meses

Sou advogada há quase 05 anos e posso dizer que a cultura de "não cobrar consulta" me atingiu.

O medo de perder os clientes ao anunciar que a consulta teria um valor me fez atender de graça por um tempo. E foi nesse período que eu realmente aprendi as consequências da ausência de cobrança.

Existe uma cultura enraizada de que os advogados somente cobram ao final da ação, e isso foi tão disseminado na sociedade que o ato de cobrar pelo serviço é visto como absurdo por alguns clientes.

Diversas vezes que demonstrei que a consulta seria paga, que o meu conhecimento para fornecer as informações, e, principalmente, que minha hora intelectual não era gratuita, recebi críticas.

Críticas de prováveis clientes que alegavam que "mas Fulano não cobra consulta". Críticas de familiares alegando que eu iria perder clientes e que não custava atender de graça se eu iria fechar o contrato no final.

Mas ai eu pergunto: Vocês conhecem algum profissional que trabalha de graça? Que disponibiliza sua hora para esclarecer e tirar todas as dúvidas de um cliente e não recebe NADA em troca?

Quando faço esse tipo de questionamento, algumas pessoas logo mencionam o atendimento no SUS. Pois bem, na área jurídica existe a Defensoria Pública, que faz o atendimento gratuito para as pessoas de baixa renda.

Além disso, é completamente inviável a cultura de que o advogado somente receberá no êxito da ação. Mais uma vez o questionamento: Você trabalharia para alguém, por anos, mesmo sabendo que tem o risco de não receber nada ao final?

Lembrem: para ser advogado é necessário estudar, no mínimo, 5 anos. Ser aprovado na prova da OAB (que a cada ano está mais difícil).

Imagine você, após 05 anos de estudo, trabalhando e atendendo de graça sem qualquer perspectiva de recebimento de valores... é surreal.

É como se o advogado pudesse falar: "Opa, só vou pagar meus boletos no êxito de uma ação". É completamente inviável.

Espero que essa cultura seja superada e que as pessoas possam valorizar os profissionais do direito, e, principalmente, vejam a advocacia como uma profissão e não como uma espécie de "tira dúvidas grátis".

26 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Infelizmente a OAB não tem como fiscalizar, conheço advogados que cobram R$ 1.200,00 em uma consulta e outros que toda consulta é grátis.
Caberia a classe impor parâmetros justos e taxativos mínimos, mas bem sabemos que a classe é desunida e politizada.
Espero um dia termos algo semelhante ao que o conselho de medicina prega. continuar lendo

Exato! Temos uma classe muito desunida em que cada um faz o que quer. A ausência de cobrança da consulta é só a ponta do iceberg, infelizmente. continuar lendo

O problema da OAB é justamente esta guerra política constante e permanente que acontece. Não passa de interesses pessoais e disputa por poder e autopromoção que mais prejudica que ajuda de fato a advocacia. continuar lendo

Publicação maravilhosa, com certeza eu me vejo em você, e como você mudei minha postura, e com isso mostrar para nós mesmo e para o universo que nós temos nosso valor, não só valor financeiro na atuação profissional, mas também que não trabalharemos de graça, isto é um absurdo, advogado é profissão como qualquer outra. Grande Abraço. continuar lendo

Bom ver que o colega também mudou o seu posicionamento profissional e passou a se valorizar também! É isso que a nossa classe precisa, VALORIZAÇÃO! continuar lendo

A valorização pela advocacia é extremamente importante. Excelente contribuição. continuar lendo

Excelente e necessário artigo! Precisamos "quebrar" urgentemente essa cultura, afinal, o paciente costuma pagar a consulta médica somente após o êxito do tratamento? Fica mais esse questionamento.

Parabéns pelo trabalho, Dra! continuar lendo

Exatamente! É uma cultura que precisa ser quebrada com urgência. continuar lendo